Sabes que já podes fazer em casa as tuas próprias frutas e vegetais desidratados?

Apenas necessitas de adquirir uma máquina de desidratação – já encontras estas máquinas à venda em vários locais, e com diferentes formatos e preços.

Tipos de máquinas

Faz as tuas próprias frutas e vegetais desidratados em casa: são um excelente snack para qualquer hora do dia!1- Mais básicas

A que vês na foto é muito prática, fácil de usar e limpar, e das menos dispendiosas.

Tem regulador de temperatura, mas não tem temporizador, tens de ser tu a desligá-la.
No entanto, isto não chega a ser um problema, pois podes ligá-la à noite antes de te deitares, e quando acordas de manhã a fruta ou os vegetais já estão prontos, é só desligar.

Ou podes ligar de manhã ( um dia em que estejas mais caseiro e fiques em casa) e ires acompanhando à medida que fazem, e desligar quando quiseres.

Tem um baixo consumo eléctrico.

2- Mais completas

Estas já têm temporizador, mais tabuleiros onde colocar os alimentos, e outros formatos. Mas é basicamente a única diferença.

Que alimentos podes usar

Frutas – já experimentámos as seguintes, e ficam deliciosas!

. Manga
. Abacaxi
. Clementina e laranja
. Maçã
. Banana
. Kiwi

Vegetais
Proteínas vegetais ou animais
Ou outros, usa a tua imaginação e experimenta, respeitando no entanto as regras de segurança que vêm referidas no manual de instruções!

Procura comprar frutas e vegetais de preferência biológicos, pois assim não necessitas de tirar a casca, e evitas desta forma ingerir alguns químicos ou pesticidas que poderão ter, se não forem biológicos.

Como usar

A máquina tem vários tabuleiros, uns sobre os outros, como podes ver na foto.

Podes escolher fazer uma só fruta ou vegetal, e encher todos os tabuleiros só com essa espécie, ou podes optar por colocar por exemplo, maçã num tabuleiro, laranja noutro, banana noutro, etc.

As máquinas trazem uma tabela com os alimentos e os tempos médios que demoram a desidratar. Podes guiar-te por ela, mas depois é mesmo uma questão de gosto pessoal ( preferires a fruta ou vegetais, mais secos ou menos secos).

Mas atenção, e este é um aspecto MUITO IMPORTANTE, o tempo de desidratação vai depender de 3 factores:

  1. Da espessura das fatias que cortas: quanto mais fina for a fatia que cortares, mais rápido irá desidratar.
  2. Da percentagem de água que a fruta ou vegetal contém: quanto mais água tiver a fruta, mais tempo vai demorar a desidratar.
  3. Da humidade do ar: se o ambiente da sala onde colocas a máquina for muito húmido, vai demorar mais tempo.

Como fazer

Assim, e segundo o tipo de fruta ou vegetal que usas, faz o seguinte:

Quando usas só uma espécie de fruta e/ou vegetal

A que fica no tabuleiro inferior tem tendência a secar mais rápido. Assim, enquanto estão a  “fazer” na máquina, convém que vás provando para perceberes se queres deixar mais tempo ou não.

Quando a que está no tabuleiro inferior estiver pronta, podes tirá-la e deixar as restantes mais um tempo – vai passando o tabuleiro seguinte para baixo, o que está vazio para cima e assim sucessivamente, mas por uma questão técnica, nunca podes tirar os tabuleiros vazios para fora do seu empilhamento. Mesmo que só um esteja com fruta ainda a desidratar, os outros têm de se manter empilhados.

Quando colocas várias frutas e/ou vegetais a fazer em simultâneo

Coloca no tabuleiro inferior a fruta e/ou vegetal que tem maior quantidade de água, e no superior, a que é mais seca, e desta forma ” fazem” todos sensivelmente ao mesmo tempo.

Podes deixar a desidratar mais tempo, se gostas que as fatias da fruta ou vegetais fiquem mais crocantes, ou deixares menos tempo, se não gostas tão ” crispy”.

Sugestões de utilização

1- Fruta desidratada

Podes levar contigo para comeres a meio da manhã ou da tarde, como snack.
Junta ao teu pequeno almoço ou lanche: por exemplo, passas e frutos vermelhos ficam deliciosos com o iogurte, com os flocos, juntar aos batidos, etc.
Às sobremesas: por exemplo, rodelas de laranja, clementina ou limão desidratados, ficam óptimas não só como decoração, mas também para cozinharem ao fazeres arroz doce. Também para fazeres gelatinas e pudins, podes incorporar a fruta ou usá-la para decorar.
Ao estufados de vegetais, peixe ou outros, a manga fica óptima, mas também a maçã.
Em molhos, cremes, geleias,etc.

2- Vegetais desidratados

Quanto aos vegetais, faz as tuas experiências, pois varia muito quanto à forma, densidade, e tipo de vegetal.

Podes fazer uma reserva de vegetais desidratados para juntares às tuas preparações culinárias. Sempre que quiseres fazer algum preparado, e não tenhas contigo os vegetais que pretendes, vai à tua reserva: cebola, cenoura, courgette, tomates cherry, batata, batata doce, alho, e outros.
Se tens ervas aromáticas, podes secar algumas para usares mais tarde
Podes adquirir algumas plantas para fazer chá, por exemplo, e secá-las para usares posteriormente.

Agora é só começares a experimentar!

Partilha connosco as tuas ideias, e sugestões de utilização dos alimentos que desidratas.

Abril 8, 2015 Yoga e saúde


Facebook Comments Master

Share This

Share this post with your friends!