Devido aos inúmeros efeitos fisiológicos e psicológicos, as posturas invertidas são de primordial importância para a prática.

Benefícios

A nível geral:

– Vão revitalizar todo o teu organismo
– Melhoram a circulação sanguínea
– Tonificam o sistema endócrino
– Devido ao aumento do afluxo de sangue ao cérebro, melhoram a tua capacidade de concentração, contribuindo para que o teu sono seja mais profundo e retemperador.

Podes ter a certeza que a nível muscular e articular, têm efeitos surpreendentes:

– Eliminam a sensação de peso e tensão das pernas, tornando-as leves e descontraídas.
– Fortalecem as tuas articulações dos pulsos, cotovelos e ombros.
– Estiram e descontraem os tendões e ligamentos cervicais.
– Vão fortalecer os teus músculos abdominais, dorsais, lombares, e os músculos internos das coxas.

A nível orgânico podes contar com:

– Uma substancial melhoria da drenagem linfática das pernas, zona pélvica e abdominal.
– Revitalizam os teus órgãos internos, e em particular o Sirsásana, activa a glândula pituitária;  o Sarvangásana melhora e regulariza o funcionamento das glândulas tiróide e para-tiróides, fortalecendo o teu sistema nervoso central, tornando a tua mente mais focada.

Agora, vamos procurar explicar-te de forma simples, e do ponto de vista do Yoga, a fisiologia das posturas invertidas:

A força de gravidade aumenta Kapha na região da cabeça aquietando-a, e tornando-a passiva.
Tarpaka kapha que é responsável pela nutrição dos órgãos dos sentidos é desta forma nutrido e reforçado.
No Sirsásana, os ombros e o tórax têm de se movimentar contra a força de gravidade. O Vata estimulado nos ombros por esta acção de elevação, refresca Avalambaka kapha, que mantém e equilibra os sistemas orgânicos.
No Sarvangásana, o movimento de elevação do tórax afastando-se dos ombros, continua e reforça a acção de Avalambaka Kapha.

Em todas as posturas invertidas é estimulada e aumentada a circulação de prana e udana na parte superior do tronco, contribuindo e melhorando a eficiência respiratória e as qualidades que são controladas por ela: a função cortical / cerebral, a percepção, o funcionamento do coração ( prana ), a firmeza, intensidade e clareza vocal, a memória, perspicácia, discernimento, e amplia a capacidade de vigília ( udana).

A inversão dos órgãos abdominais e pélvicos movimenta Samana Vata e Apana Vata, tendo sobre estes uma acção refrescante.
Samana Vata activa o fogo gástrico ( Pacãka Pita ). Desta forma melhora grandemente a digestão.
Desta forma também, Apana Vata movimenta-se livremente na direção correcta pelo sistema excretor e reprodutor, melhorando as condições de saúde.

A inversão das pernas e do tronco altera a tração da gravidade sobre Vyana Vata responsável pela função cardíaca e circulação sanguínea, o que contribui para repousar e descontrair o coração, estimulando a circulação.

Sãdhaka Pita localizado no coração é estimulado, melhorando desta forma as funções relacionadas com a inteligência, perseverança, entusiasmo e concretização dos nossos objectivos.

Aprendizagem das posturas invertidas

Deves ter em atenção que Viparita Sthiti, as posturas invertidas, têm inúmeros pormenores e ajustamentos específicos relacionados com a condição e constituição de cada estudante em particular, que só um professor experiente e competente pode transmitir com segurança.

Não te metas em aventuras sozinho, ou na companhia de alguém que não tenha competência nem experiência para te ensinar estas técnicas, e os ajustamentos específicos para o teu caso.

No geral, deves aprender as posturas invertidas numa sequência que facilite a compreensão e progressão, das mais básicas para as mais complexas.

Material

Deves ter em atenção a utilização de material específico, como por exemplo:

Mantas – 2 a 3
Placas
Cinto
Blocos
Bolster
Cadeira
E o indispensável stiky-mat.

Isto, para as invertidas sobre os ombros e seus preparatórios. Pois a execução das invertidas sobre os ombros directamente no chão, ou sobre um simples stiky-mat, é mesmo uma cena pré-histórica, estilo Flinstons em versão mexicana.
E agora sem brincadeiras, deves ter o cuidado de salvaguardar a tua saúde, e com o pescoço e as tuas cervicais não dá para fazer experiências e brincadeiras.

A sequência de prática que podemos indicar é a seguinte.

1º – Setu Bandha Sarvangásana ( com material apropriado )
2º – Viparita Karani ( com material apropriado )
3º – Ardha Halásana com suporte de material para os ombros e joelhos
4º – Halásana com material
5º – Sálamba Sarvangásana

Deves aprender esta sequência com o teu professor para que ele te possa explicar como, e que material deves usar.
Repara, que propositadamente não mencionamos o Sirsásana, pois a sua aprendizagem será referida noutro artigo a escrever brevemente.

Contra-indicações

Não te esqueças que as posturas invertidas têm alguma contra-indicações:

1º Retira as lentes de contacto para a execução das invertidas.
2º Não executes as invertidas durante o período menstrual.
3º Não executes as invertidas se tens uma pressão arterial muito elevada, problemas de coração, descolamento da retina, ou problemas de ouvidos.
4º Se tens lesões no pescoço.
5º Durante a gravidez podes executar estas posturas com a utilização de material, desde que não sintas desconforto ou tenhas qualquer contra-indicação médica.

Últimos conselhos:

– Desenvolve a tua determinação e persistência, bem como a sensibilidade quando abordares as posturas invertidas.
– Nestas posturas usa sempre a regra: pensa muito bem primeiro e age depois, nunca faças movimentos inadvertidamente.

Vais ver que observar o mundo de pernas para o ar também é muito divertido!



Facebook Comments Master

Share This

Share this post with your friends!