Num dos artigos anteriores, demos como sugestão de pequeno almoço um óptimo batido que continha um conjunto de ingredientes, entre os quais a MACA.

Sendo a Maca um superalimento com excelentes propriedades e muito versátil, vamos hoje abordá-la para saber mais sobre ela e como a podemos usar no dia a dia.

A MACA é uma raiz que cresce a elevada altitude nos Andes Peruanos. Na verdade, é a única planta comestível que cresce em tais altitudes. Já há mais de 2000 anos que tem sido utilizada como um alimento energético potente.

Propriedades

A Maca é um adaptógenico maravilhoso, ou seja, é uma substância não tóxica que produz uma resposta adaptável ao stress físico, químico ou biológico, e melhora a homeostase no corpo. Tem a capacidade de equilibrar e estabilizar os sistemas glandular e hormonal, o sistema nervoso, o cardiovascular e a musculatura.

Isso leva a que contribua para:

• O equilíbrio hormonal
• Aumento da energia, vitalidade e resistência
• Melhoria da memória
• Fertilidade elevada e melhoramento das funções sexuais

Por isto é muito utilizada por pessoas que estejam sujeitas a níveis de stress elevados e a profissionais sujeitos a grande desgaste, tanto físico como mental.

Experiências em laboratórios ocidentais confirmaram o seu efeito de reforço sobre o sistema reprodutivo em homens e mulheres, aumentando a contagem de fertilidade do sémen e mobilidade do esperma, minimizando os sintomas da menopausa e cólicas menstruais, assim como a impotência masculina relacionada com a idade.

A Maca, ao aumentar o oxigénio no sangue, leva a uma maior vitalidade e resistência, e melhora a função dos neurotransmissores, o que contribui para melhorar a memória.

Conselhos de utilização

A Maca é fácil de digerir e naturalmente rica em cálcio, ferro, magnésio, e selénio contendo 10% de proteína de alta qualidade, incluindo 7 aminoácidos essenciais.

Podemos adicioná-la ao batido que referimos no artigo anterior, a chás, café, a leite de arroz ou de amêndoa, por exemplo, fica deliciosa, a sumos, ou qualquer bebida natural. Liga muito bem com o cacau.

Podemos usá-la também em sobremesas feitas em casa, doces, saladas, molhos para salada, geleias, caldos, sopas e pudins, pois é um óptimo emulsificante.

Convém no entanto que o pó de maca seja bem triturado, em qualquer das situações em que o utilize, de forma a ser bem absorvido pelo organismo.

A quantidade de maca a ingerir, pode variar de 1 a 2 c/ sopa / dia, dependendo da condição de cada um. De inicio deve ser usada com parcimónia.

Pode também ser usada por um período longo, sem causar efeitos colaterais prejudiciais. A maca é um alimento que aquece e, portanto, é mais adequada para uso em temperaturas mais baixas e climas frios. Durante a estação mais quente, deverá assim ser usada com moderação e mais cuidado.

Um mínimo de 10 gr. de pó de maca ( 1c/sopa ) por dia, é o necessário para começarmos a sentir algum benefício real da sua utilização.

Recomenda-se a fazer uma pausa de uma semana sem consumir maca, a cada mês de de uso continuo.

Escolha apenas marcas conceituadas de maca biológica, e apenas a raiz (nenhuma outra parte da planta). Não existe ” maca verdadeira ” …. Pode encontrar sim, diferentes produtos com maca, como por exemplo:

– pó de raiz de maca seca
– pó de raiz de maca seca em cápsulas (é uma óptima solução para quando está em viagem ou não tem hipótese de usar o pó de maca durante o dia)
– maca preta
– maca vermelha
– maca amarela
– barras de chocolate com maca ou barras energéticas

Agora é só experimentar!

Setembro 25, 2013 Yoga e saúde


Facebook Comments Master

Share This

Share this post with your friends!