Vem aprender um conjunto de técnicas básicas neste curso de meditação, que podes integrar facilmente no teu dia a dia.

INDICAÇÕES GERAIS PARA AS TÉCNICAS DE PRÁNÁYÁMA

1 – As técnicas de Pránáyáma devem ser ensinados por um professor qualificado.

2 – O Pránáyáma deve ser praticado num local arejado, limpo, livre de insectos e pouco ruidoso.

3 – O Pránáyáma preferencialmente, deve ser praticado com regularidade e determinação, sempre à mesma hora, no mesmo local e na mesma postura – ásana (principalmente no início).

4 – A melhor altura para a prática é pela manhã, entre as 5h e as 6h.

5 – As melhores estações do ano para começar a prática do Pránáyáma são a Primavera e Outono por terem temperaturas mais estáveis.

6 – Deves ter o cuidado de limpar as narinas e as fossas nasais antes da prática, utilizando para isso os kriyas: Jala Neti e Sutra Neti, que são as técnicas especificas para manter limpas as mucosas e os Nadis, Ida e Pingala.

7 – Mantém os olhos encerrados, de preferência voltados para a ponta do nariz (Nasaga Drishti).

8 – Deves manter a mente calma e tranquila.

9 – Cada praticante deve ter em atenção a sua capacidade pulmonar. Uma prática forçada e desajustada às condições do praticante conduz a fadiga física e irritabilidade mental.

10 – Deves ter em atenção o controlo da cinta abdominal quando executas as técnicas de Pránáyáma.

11 – Permanece atento para não forçares a inspiração, a retenção, ou a expiração, pois isso produz grande instabilidade mental.

11 – O ritmo das técnicas de Pránáyáma devem ser desenvolvido de forma gradual.

12 – Leva em consideração, que para a prática de Pránáyáma, os intestinos e a bexiga devem estar limpos e vazios para facilitar a execução dos Bandhas.

13 – De preferência deves praticar com o estômago vazio. Mas se tiveres muita dificuldade, toma uma chávena de chá de infusão. Depois de uma refeição completa, deves esperar pelo menos 3h para praticar Pránáyáma. Por este motivo, a melhor altura para praticar é pela manhã.

14 – Se possível, toma um banho antes da prática, caso contrário só deves tomar banho ½ hora depois da tua prática de Pránáyáma.

15 – Para uma prática de Pránáyáma consistente e contínua, deverás seguir uma alimentação cuidada, isenta de produtos processados quimicamente, reduzindo substancialmente todos os produtos de origem animal e geneticamente modificados, utilizando prioritariamente cereais integrais, vegetais biológicos e fruta da época, e proteínas de origem vegetal, bem como Ghee.

16 – De referir que para a prática de Pránáyáma, bem como para a prática geral do Yoga, todas as substâncias que produzem alterações da consciência devem ser evitadas: todo o tipo de drogas, álcool, tabaco, e bebidas estimulantes.

17 – Os ásana apropriados para as técnicas de Pránáyáma são:

– Siddhásana
– Padmásana
– Samanásana
– Virásana

Se quiseres dar início à tua prática de Pránáyáma, podes utilizar a técnica do Ujjayi referida num artigo anterior, executando esta técnica numa das posturas indicadas acima, durante 5 a 10 min.
Isto vai permitir-te tomar consciência da tua amplitude respiratória, e ritmo apropriado à tua condição física, mental e emocional.

Fevereiro 26, 2014 Yoga, Pranayama


Facebook Comments Master

Share This

Share this post with your friends!