receita de seitan blog cpyoga

Sorry, this entry is only available in European Portuguese and European Spanish. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in this site default language. You may click one of the links to switch the site language to another available language.

O seitan – “carne vegetal”, permite confeccionar uma grande variedade de pratos diferentes, e adaptar muitas das receitas tradicionais em que a base é a carne, substituindo-a assim pelo seitan.

A receita de hoje, Seitan picado, é uma base para muitas outras receitas e pratos que podes fazer e criar.
Iremos dar-te algumas ideias, mas faz depois também as tuas experiências, pois é um alimento muito versátil!

Mas o que é o seitan?

O seitan é um alimento proteico derivado do glúten. Por esta razão, não deve ser consumido pelas pessoas que têm algum tipo de intolerância ao glúten.

Se for o teu caso, consulta a receita de tofu mexido que já demos num artigo anterior, pois é também uma óptima opção no caso de seres intolerante ao glúten.

O seitan (também conhecido como carne vegetal) é muito utilizado na culinária vegetariana, podendo ser utilizado em pratos como substituto da carne, pois tem um aspecto, textura e sabor semelhantes – mas atenção, se não for bem temperado, nem tu nem os teus amigos irão ter uma boa experiência culinária!

Pode ser cozinhado de forma idêntica à carne: grelhado (em fatias ou espetadas), cozido, estufado, panado, assado, ou usado como recheio de tortas, lasanhas, empadas, etc.

É um alimento rico em proteínas e pobre em gorduras, de fácil digestão.

Cerca de 180 g de seitan são suficientes para satisfazer as necessidades proteicas diárias.

O valor nutricional de 100 g de seitan é o seguinte:

  • 90 calorias
  • 19,6 g de proteínas
  • 3 g de hidratos de carbono
  • 0 g de gorduras
  • 0,8 g de fibras
  • 109 mg de potássio
  • 35 mg de cálcio
  • 2,1 mg de ferro
  • 23 mg de magnésio
  • 1,1 mg de zinco

Tem uma textura esponjosa (absorve muito bem todos os temperos e condimentos que utilizes)  e uma cor acastanhada, que pode ser mais ou menos escura.

O seitan mais escuro significa que no seu processo de fabrico em que é cozinhado com alga kombu, gengibre e shoyo (molho de soja), foi utilizado mais shoyo.

O seitan mais claro tem menos shoyo – procura assim ajustar o tempero das receitas consoante o seitan que compres, para que o seitan não fique muito salgado ou insonso.

Encontras o seitan à venda nas lojas de produtos naturais, mercados biológicos e também já em alguns supermercados (embora também possa ser feito em casa).

O seitan de compra tem geralmente um período de validade de 2 a 3 semanas, no entanto depois de aberta a embalagem, podes conserva-lo no frigorífico durante 3 a 5 dias da seguinte forma:

  • Em cru, coloca-o num recipiente com água e um pouco de shoyo, mudando a água diariamente.
  • Se estiver cozinhado, coloca-o num recipiente hermético.

Se não o consumires de imediato, podes congelá-lo, cru ou cozinhado, num saco bem fechado.

Coloca agora o avental, e prepara-te:

Seitan Picado

Ingredientes:

  • 2 nacos de seitan (520gr)
  • 3 salsichas de soja picantes ou 4 cm de chouriço de soja,  picados
  • 4 dentes de alho grandes, picados
  • 1 cebola picada
  • 1 c/sopa de raiz de gengibre picada
  • ½ pacote de polpa de tomate (pode-se substituir por tomate pelado)
  • 1 chávena de café de água (ou mais se necessário)
  • 2 colheres sopa azeite ou óleo de sésamo
  • 2 c/sopa de molho de soja (shoyo)
  • 2 c/sopa Salsa picada
  • Pimenta e noz-moscada em pó, a gosto
  • Orégãos  e salsa picada para decorar no prato

Preparação:

  1. Numa picadora ou com uma faca, pica separadamente: o seitan, o alho, a cebola, o gengibre e as salsichas ou chouriço de soja.
  2. Numa frigideira anti – aderente (ou Wok), coloca o azeite ou óleo de sésamo, e refoga o alho, a cebola, o gengibre, juntando também a pimenta e noz moscada, até alourarem.
  3. De seguida, adiciona a polpa de tomate, as salsichas, o seitan, o molho de soja, e um pouco de água se necessário.
  4. Envolve bem, e após levantar fervura, deixa cozinhar em lume brando durante 10 a 15 minutos, verificando de vez em quando se é necessário ir juntando mais água para não pegar.
  5. Após este tempo, o seitan está cozinhado, e praticamente sem líquido na frigideira.
  6. Junta então a salsa picada, envolve, e deixar repousar.

Esta receita de seitan picado pode ser consumida simplesmente com um acompanhamento de vegetais e um cereal como arroz, por exemplo, ou usada como base em muitas outras receitas.

Deixamos-te aqui algumas ideias de receitas com seitan picado:

  1. Seitan bolonhesa – serve o seitan picado por cima de esparguete e decora com orégãos, tipo bolonhesa.
  2. Empadão de ” carne” com batata ou arroz – substitui a carne pelo seitan picado.
  3. Almôndegas de seitan – com a base de seitan picado, junta farinha e pão ralado q.b. até conseguires amassar e dar a forma de almôndegas, passa por pão ralado e/ou ovo batido, e frita ou assa no forno num tabuleiro ligeiramente untado.
    No final, podes juntá-las a um refogado de tomate e deixar apurar, se preferires.
  4. Lasanha de seitan – prepara a lasanha como habitualmente, substituindo a carne pelo seitan picado.
  5. Empadas de seitan – faz uma massa para empadas, e recheia como seitan picado.

Se tiveres outras receitas saborosas, partilha-as connosco!

Bons cozinhados!

August 20, 2014 Yoga and Health


Facebook Comments Master

Share This

Share this post with your friends!